Solaris Bus & Coach na ponta da eletromobilidade

De acordo com informações da empresa, a revolução elétrica na mobilidade urbana coincide com sua estratégia de longo prazo no investimento em tração alternativa

Reconhecida como uma das mais importantes fabricantes de ônibus elétricos na atualidade, a marca polonesa Solaris Bus & Coach ressaltou recentemente sua participação no mercado de transporte coletivo urbano da Europa, sendo líder em negócios no segmento de eletromobilidade em 2019 após o fechamento de três grandes contratos para fornecer seus veículos às cidades de Varsóvia, Berlim e Milão.

De acordo com informações da empresa, a revolução elétrica na mobilidade urbana coincide com sua estratégia de longo prazo no investimento em tração alternativa, contribuindo com a sustentabilidade ambiental dos sistemas de transporte público naquele mercado. Para as três cidades citadas acima, a fabricante irá disponibilizar 470 ônibus elétricos, sendo que outros 90 já estão contratados para mais cidades europeias.

Segundo a Solaris, a frota de ônibus elétrico no continente é de 3.500 unidades, um salto bem expressivo, quando há cinco anos, esse número era de 240 veículos. Ela destaca a política imprimida pela União Europeia em impulsionar o mercado de ônibus elétricos para áreas urbanas. O Parlamento Europeu determinou que, até 2025, 50% dos novos ônibus urbanos devem ser elétricos, enquanto que em 2030, esse índice deve chegar a 75%.

Em nota, a empresa informou que oferece aos operadores interessados em fazer a transição para o transporte livre do carbono, veículos elétricos adequados às suas necessidades, totalmente personalizados com as especificações operacionais em função do tipo de rota, topografia, clima e capacidade de transporte. Atualmente, dois tipos de baterias são oferecidos – a High Energy e a High Power, recarregadas pelos sistemas plug-in ou pantógrafo.

A empresa começou a produzir seus ônibus elétricos a baterias em 2011, com vendas para 17 países da Europa e mais de 15 milhões de quilômetros rodados.

Imagem – Divulgação

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *