Scania crê na retomada do mercado de ônibus em 2022

Montadora destaca o segmento de ônibus rodoviário como puxador de mais vendas e que poderá movimentar os negócios da montadora por aqui em 2022

Com uma perspectiva otimista para este ano, a montadora Scania crê numa retomada gradual de vendas de seus chassis para ônibus ao longo de 2022, vislumbrando um mercado mais comprador no segmento de modelos rodoviários. A fabricante, que completa 65 anos de Brasil, se baseia nos dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), que mostram uma expectativa de alta nas vendas, próxima de 20%, com 17 mil unidades no total.

A marca, que em 2021, registrou 244 ônibus licenciados no mercado brasileiro, contra 394 unidades em 2020, assinalou que 90% dos chassis comercializados contaram com suas soluções financeiras e no ranking de vendas por modelo, as versões K 360 4×2 e a K 440 8×2, representaram juntas 78% do total. Celso Mendonça, gerente de Vendas de Soluções de Mobilidade e Potência da Scania no Brasil, disse que clientes dos segmentos urbano, fretamento e rodoviário voltaram a procurar a marca no segundo semestre do ano passado para efetivar compras e planejar as entregas para 2022. “Apesar da pequena queda das vendas, pelo grande impacto negativo da pandemia, chegamos a 35% de participação em nossa categoria de atuação nos rodoviários de motor traseiro. Portanto, nossas soluções estão sendo rentáveis, pois englobam produto, serviços, gestão de frota, conectividade e modalidade financeira via Banco ou Consórcio”, observou Mendonça.

Como destaque ao apoiar a transição energética nos sistemas de transportes, a Scania ressalta a tecnologia da motorização a gás natural/biometano, principalmente para os serviços urbanos e de fretamento de curta distância, dispondo de uma gama de produtos que envolve os chassis K 280 4×2 (de 12,5 a 13,20 metros e capacidade de 86 a 100 passageiros), K 280 6×2 (15 metros, terceiro eixo direcional e capacidade para até 130 passageiros) e o articulado K 320 6×2/2, de 18,6 metros e capacidade para 160 ocupantes, todos com propulsores que atendem a norma Euro VI.

Quanto a 2022, a marca irá destacar a sua futura a linha de chassis com motores a diesel Euro VI, para atender a normativa que estará em vigência no Brasil a partir de 2023. Segundo Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Soluções da Scania no Brasil, essa nova gama será ainda mais econômica, mais rentável e trará soluções para oferecer um custo total de operação imbatível. “As nossas soluções financeiras, Banco e Consórcio, darão apoio ao cliente”, disse.

Ainda, quanto ao mercado deste ano, Munhoz destaca o segmento de ônibus rodoviário como puxador de mais vendas e que poderá movimentar os negócios da montadora por aqui. No tocante ao processo de eletrificação dos ônibus, principalmente urbanos, em nosso País, o diretor da Scania revelou que já está no Brasil, na planta de São Bernardo do Campo, o modelo 100% elétrico a baterias produzido pela marca na Europa, para uma avaliação minuciosa da tecnologia. “Estamos adequando o conceito ao nosso clima tropical. Sabemos que o clima quente é muito complicado para as baterias. Por isso, vamos ter que trabalhar muito nele, com testes, dentro da fábrica, para sabermos se a tecnologia apresentará sua viabilidade. Nesse primeiro momento, será um trabalho interno, seguido pelo trabalho externo com os encarroçadores. Só conheceremos os resultados a longo prazo”, afirmou o executivo.

Imagem – Divulgação

A melhor maneira de viajar de ônibus rodoviário com segurança e conforto

Ônibus movido a biometano, por Juliana Sá, Relações Corporativas e Sustentabilidade na Scania

Posts Recentes

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.