Exportações também se destacam na pandemia

A Mercedes-Benz do Brasil alcança neste ano o marco histórico de 60 anos de exportações de veículos comerciais produzidos em sua fábrica de São Bernardo do Campo

A Mercedes-Benz, registrou crescimento dos embarques de ônibus no primeiro semestre de 2021. O resultado foi impulsionado pela recuperação dos mercados latino-americanos, que começam a retomar suas atividades econômicas, desaceleradas por conta dos efeitos da pandemia da COVID-19. Mesmo que lenta, as vendas externas apresentaram incremento de 84%, com 408 unidades de chassis vendidos no primeiro semestre de 2021, frente a 222 unidades de igual período do ano passado. “Assim como no Brasil, o setor de fretamento também teve papel importante nas vendas de ônibus na América Latina”, destacou Jens Burger, diretor geral do Centro Regional Daimler América Latina.

Os primeiros ônibus exportados do Brasil, em 1961

O Centro Regional América Latina é responsável por triangular as relações, demandas e necessidades de cada mercado junto à Mercedes-Benz do Brasil e aos escritórios centrais da Daimler Truck & Buses na Alemanha, Estados Unidos, Japão e Índia. Ele representa os chassis de ônibus produzidos no Brasil e em outras unidades da Daimler. Para se ter uma ideia, também neste primeiro semestre, foram entregues na América Latina outras 3.425 unidades de caminhões e ônibus exportadas da Alemanha, Estados Unidos, Japão e Índia, das marcas Mercedes-Benz, Freightliner e FUSO.

A Mercedes-Benz do Brasil alcança neste ano o marco histórico de 60 anos de exportações de veículos comerciais produzidos em sua fábrica de São Bernardo do Campo, Estado de São Paulo. O primeiro lote, de 550 ônibus O 321 H, foi destinado à vizinha Argentina.  

Imagens – Mercedes-Benz

A melhor maneira de viajar de ônibus rodoviário com segurança e conforto

Ônibus movido a biometano, por Juliana Sá, Relações Corporativas e Sustentabilidade na Scania

Posts Recentes

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.