Bogotá se move por gás natural

Novos ônibus a gás natural chegarão no sistema de transporte coletivo da capital colombiana

Um aliado na mobilidade urbano no combate às emissões poluentes, o gás natural é o combustível com grande presença no transporte coletivo de Bogotá, capital colombiana. Já há alguns anos, o sistema local conta com diversos ônibus (Padron, articulados e biarticulados) movidos a gás, alternativa de baixo carbono para as cidades.

A mais recente aquisição da cidade envolveu 265 chassis com a tecnologia do gás que serão utilizados no Sistema Integrado de Transporte Público (SITP), com os serviços de alimentadores e bairro a bairro. Os veículos (que receberão carroçarias com nove metros de comprimento), desenvolvidos pela montadora Scania (modelo F280), contam com propulsores (dianteiros) de 280 cavalos (Euro VI), configuração 4×2 e suspensão pneumática, além do sistema de gerenciamento de frota da Scania (Fleet Management System), que oferece dados em tempo real, sobre consumo de combustível, desempenho de direção, intervalos de manutenção, entre outros fatores.

Juan Carlos Ocampo, gerente-geral da Scania Colômbia, disse que os veículos movidos a gás Euro VI são ideais para o transporte urbano de passageiros, pois oferecem rentabilidade, o consumo de combustível é baixo e as emissões de partículas e de ruído são reduzidas. “Estamos convencidos de que o gás é a alternativa que oferece mais benefícios para o nosso mercado atual, constitui uma transição necessária enquanto novas tecnologias são desenvolvidas na marca. Sustentabilidade e rentabilidade devem andar de mãos dadas”, afirmou o executivo.

A Scania também será responsável pela manutenção e o fornecimento de peças de reposição aos veículos. A entrega dos veículos se dará entre julho e dezembro deste ano.

Além dos 265 chassis F280. outros 85 K280 também foram negociados. Os veículos, produzidos na planta de São Bernardo do Campo (SP), foram comercializados para o Grupo SUMA (Green Bus) e Grupo Express. De acordo com André Oliveira, gerente de Ônibus para América Latina em Sales & Marketing, da Scania, a Colômbia é um mercado que tem respondido muito bem às soluções sustentáveis oferecidas pela montadora, sobretudo para o transporte urbano, que vem passando por substituição de frotas antigas (com tecnologia Euro II) por modelos mais novos (Euro VI). “Nos últimos cinco anos já foram comercializados mais de 2.500 veículos movidos a gás natural para operações em Bogotá, Cartagena, Barranquilla e Medellín. A última remessa enviada ocorreu no ano passado (2021), quando foram entregues 534 ônibus a gás da Scania para a renovação da frota do sistema TransMilenio, de Bogotá. Então, fechar este negócio com clientes igualmente comprometidos com um transporte mais limpo e sustentável representa que nossas soluções têm sido bem aceitas pelo mercado colombiano, tanto pela segurança e confiança que a tecnologia a gás oferece – com a redução de emissões de mais de 98% de material particulado (PM) e 96% de óxido de nitrogênio (NOx) – quanto pelos serviços que essas unidades possuem (sistema Scania Fleet Management, que fornece informações em tempo real, tais como consumo de combustível, rota, diagnose remota nos sistemas do veículo, forma de conduzir, entre outros dados)”, disse o executivo.

E a respeito do fortalecimento do uso do gás natural no mercado colombiano, tende a crescer por lá. como também em outros países da América Latina? Para André Oliveira, a Colômbia, atualmente, tem a maior frota de ônibus movidos a gás natural da Scania (circulando nos sistemas de Bogotá, Barranquilla, Cartagena e Medellín). “Então, esse fortalecimento vem acontecendo já há um tempo e a tendência é que o país siga renovando suas frotas para veículos mais sustentáveis. Entre os outros mercados latino-americanos, a Argentina tem realizado testes com as soluções sustentáveis da Scania (ônibus movidos a GNV) e o país apresenta previsão de expansão para esse tipo de combustível. No Peru, onde a tecnologia a gás já está consolidada e em ampla utilização, estamos fazendo demonstrações dos nossos veículos para alguns clientes e abrindo possibilidades de fechar negócios. O Chile também tem demonstrado interesse e possibilidades de expansão do gás natural, mas ainda é um mercado que precisa desenvolver infraestrutura de distribuição e abastecimento”, ressaltou.

Imagem – Scania Colômbia

A melhor maneira de viajar de ônibus rodoviário com segurança e conforto

Ônibus movido a biometano, por Juliana Sá, Relações Corporativas e Sustentabilidade na Scania

Posts Recentes

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.