Volvo se destaca no mercado paulistano

Montadora comercializou mais de 200 chassis B8R para o transporte coletivo paulistano

Com um volume que ultrapassa 205 chassis para ônibus comercializados para o transporte paulistano no primeiro semestre deste ano, representando cerca de 70% dos modelos Padron adquiridos pelas operadoras locais, a Volvo vê crescimento substancial em seus negócios na cidade de São Paulo, com um número que é sete vezes superior à participação histórica dela no sistema.

Todas as unidades negociadas foram do modelo B250RLE, um chassi versátil, com alta disponibilidade, baixo consumo de combustível e menor custo de manutenção por quilômetro rodado, segundo informou a montadora. “No caso específico da operação em São Paulo, a economia de combustível com o chassi Volvo é 8% superior ao de modelos similares de outras marcas. O diesel é o principal custo operacional e ganha relevância ainda mais estratégica num momento de disparada do preço do combustível”, disse Humberto Costa, gerente regional de vendas da Volvo.

O transporte coletivo paulistano é conhecido pelo alto número de ônibus disponibilizados (13.500 veículos), operado em condições desafiadoras nos três sistemas existentes – estrutural, articulação e distribuição. A Volvo participa dos dois primeiros sistemas, que possuem, principalmente, ônibus Padron. “São Paulo tem 3.934 veículos desse tipo, segundo o SPUrbanuss (entidade que congrega as empresas operadoras) e os 205 chassis que a Volvo vendeu representam cerca de 70% do volume renovado nesses segmentos no primeiro semestre deste ano”, salientou Humberto.

Novos ônibus modernizam ainda mais frota local

De acordo com a montadora, seu chassi B250RLE piso baixo se destaca por ser extremamente seguro, com baixo consumo de combustível e alta disponibilidade, tendo sistema de suspensão pneumática controlado eletronicamente que proporciona uma condução mais suave, firme e segura, independente das condições do asfalto; é equipado com o motor eletrônico de 8 litros de 250 cv de potência e 950Nm de torque; vem com o sistema de freios a disco e EBS5; além de um pacote completo de conectividade via Volvo Connect, sistema de gestão de frotas da marca.

Paulo Arabian, diretor comercial da Volvo Buses no Brasil, comentou que outro ponto de ênfase positivo nesses negócios foi o pós-venda para o cliente. “Vamos muito além de orientações de como conduzir o veículo. Por meio do programa Volvo Equipe Dedicada, entregamos um serviço que passa por todas as necessidades do nosso cliente. É um modelo sistemático e organizado que estuda a operação em tempo integral, envolve todas as áreas do negócio e oferece soluções que melhoram o desempenho de toda a operação”, ressaltou.

Imagens – Divulgação

A melhor maneira de viajar de ônibus rodoviário com segurança e conforto

Ônibus movido a biometano, por Juliana Sá, Relações Corporativas e Sustentabilidade na Scania

Posts Recentes

1 Comentário

  1. Avatar

    Muito legal hein
    só falta detalhar em quais empresas os novos irão operar.
    Até o presente momento ninguêm divulgou nada.
    Sds
    Nilo

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.