O biometano em rotas rodoviárias

A operação com esses modelos de ônibus é apenas o mais recente exemplo de frota sustentável da Flix

A operadora europeia FlixBus, revelou, recentemente, sua iniciativa ambiental em duas ligações rodoviárias em que atua (Amsterdã/Bruxelas e Oslo/Estocolmo), escolhendo dois tipos de ônibus equipados com o propulsor a gás, desenvolvidos pelas marcas Iveco Bus e Scania, para a modalidade dos referidos serviços.

Distantes 207 quilômetros, as cidades de Amsterdã e Bruxelas, localizadas na Holanda e Bélgica, respectivamente, passam a ser ligadas por uma rota de ônibus que utiliza o modelo de ônibus Crossway, desenvolvido pela Iveco Bus, movido por biometano.

O referido veículo tem 13 metros de comprimento e é equipado com o propulsor Cursor 9 GNG de 360 cv de potência. Sua autonomia é de 600 quilômetros, alcançada por meio de 1.260 litros de gás. O Crossway CNG também auxilia na preservação dos recursos naturais, pois é 100% compatível com biometano, produzido a partir de resíduos orgânicos. A fornecedora do combustível OrangeGas para essa operação trabalha em parceria com a cidade de Amsterdã, utilizando o biogás que é produzido a partir de lodo do esgoto coletado pela rede pública. Após ser purificado, para atingir qualidade em sua especificação, passa a ser injetado na rede de distribuição.

A Atmosfair, ONG parceira da FlixBus para a estratégia climática e compensação de CO2, indica que a redução de CO2, graças ao uso do biometano, é de 75% em relação à operação ao diesel nas rotas.

O modelo Crossway com motor a gás

A transformação dos resíduos municipais é um exemplo sólido de economia circular, com um procedimento inteligente de gestão para poder gerar energia de baixo carbono para o transporte, totalmente alinhada com o requisito do European Green Deal, de uma forma muito acessível e eficiente. A montadora Iveco Bus é exemplo no uso da tecnologia do gás em veículos comerciais na Europa. Em 2020, 1.000 ônibus a GNV foram comercializados naquele mercado. “Estamos extremamente orgulhosos que a FlixBus elegeu o modelo Crossway bio-CNG para lançar sua primeira linha internacional de biogás. É um exemplo perfeito de uma tecnologia única, comprovada e madura para reduzir drasticamente as emissões de CO2 para este tipo de operação. Esta escolha reconhece a liderança e experiência da Iveco Bus e confirma que somos um parceiro de referência neste campo”, destacou Stéphane Espinasse, diretora da marca.

Estudos evidenciam os benefícios do biometano para o transporte, como os aspectos de uma análise do ciclo devida do veículo, contribuição para redução de CO2, custo total operacional muito semelhante à propulsão a diesel, além de maturidade tecnológica e escala de produção.

Ligação nórdica

Já a rota entre as capitais Oslo e Estocolmo (Noruega e Suécia), será feita pelo ônibus da marca Scania, utilizando o propulsor abastecido com biometano líquido. Também é uma operação pioneira no sentido da sustentabilidade ambiental, utilizando um conceito inovador, que é o resfriamento do gás (-160°) para o tornar líquido e, portanto, mais denso em energia. Isso abre a possibilidade de usar o combustível em trajetos de longas distâncias, como é o caso da referida ligação da FlixBus.

De acordo com a Scania, a disponibilidade de escala comercial do biometano irá se expandir rapidamente em toda a Europa, especialmente porque a União Europeia decidiu disponibilizar vários postos de abastecimento ao longo das principais redes rodoviárias do continente. Os benefícios desse biocombustível são muitos, como não ser fóssil, é renovável, tem produção local e reduz as emissões. Com isso, a qualidade do ar é beneficiada, pois há uma mitigação das emissões de material particulado (MP) e óxidos de nitrogênio (NOx) em torno de 90%. “O biogás não é apenas o combustível com as menores emissões de CO2. Ele também resolve o problema do lixo, cria empregos locais e traz carbono e nutrientes de volta ao solo. É o canivete suíço de economia circular”, afirmou Jonas Strömberg, diretor de Sustentabilidade na Scania.

Hoje, 17% da rede de gás da Europa é abastecida com esse tipo de combustível, e esse volume está crescendo rapidamente, contribuindo ativamente para a redução das emissões de CO2. Já na rede de gás veicular da Suécia, 95% da distribuição é composta por ele. “O biometano será uma das principais ferramentas para a descarbonização dos sistemas de transporte, especialmente para operações em longas distâncias. Metade da frota de veículos pesados da Europa poderia ser movida com esse combustível em 2025”, salientou Strömberg.

A Scania está participando do projeto ambiental da FlixBus

Para André Schwämmlein, CEO da FlixMobility, depois de quase dois anos, mais e mais pessoas começam a viajar novamente e a demanda de viagens por ônibus está aumentando. “A tecnologia verde está no centro de nosso negócio e é um dos nossos principais impulsionadores de sustentabilidade. Garantimos que o ressurgimento das viagens seja sustentável e o biometano é certamente uma das tecnologias mais importantes para alcançar isso hoje”, afirmou.

De acordo com a operadora, experimentar e avaliar combustíveis alternativos em diferentes projetos é uma estratégia de planejamento para obter um melhor entendimento de como as tecnologias são percebidas por seus clientes, analisando também como superar as restrições operacionais, a obtenção de vantagens e sobre o impacto potencial no custo operacional.

Para apresentar esses dois ônibus à sua operação, a empresa fez questão de escolher rotas onde o biometano já estava disponível, cooperando com a Iveco e a Scania na remodelação das versões existentes de ônibus movidos com o combustível para oferecer ainda mais conforto em rotas de longas distâncias.

A operação com esses modelos de ônibus é apenas o mais recente exemplo de frota sustentável da Flix. Em 2018, ela iniciou um projeto piloto para os primeiros ônibus elétricos de longa distância do mundo em rotas na Alemanha, França e Estados Unidos. No final de 2019, a transportadora anunciou uma colaboração com a empresa de tecnologia alemã Freudenberg, com planos para construir a primeira versão rodoviária ônibus movido a hidrogênio.

A operadora também conta com um ônibus que circula entre Londres (Inglaterra) e Dortmund (Alemanha) equipado com painéis solares que permitem uma economia de cerca de 7% de combustível nesta rota. “Nossa visão é oferecer mobilidade sustentável para todos. É por isso que hoje e, no futuro, seremos os primeiros a experimentar novas tecnologias sustentáveis. Junto com nossos parceiros produtores de ônibus, indústria e ONGs, estamos constantemente buscando melhorar ainda mais nossa pegada carbono e continuar a impulsionar mudanças transformadoras no setor de mobilidade por meio de parcerias intersetoriais. Para acelerar o processo, contamos com atenção de programas e investimentos governamentais para fomentar o maior uso dos combustíveis alternativos”, salientou Schwämmlein.

Imagens – FlixBus, Scania e Iveco Bus

A melhor maneira de viajar de ônibus rodoviário com segurança e conforto

Ônibus movido a biometano, por Juliana Sá, Relações Corporativas e Sustentabilidade na Scania

Posts Recentes

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.