Direto do túnel do tempo

Para a Nicola, seu novo ônibus oferecia aos empresários e passageiros as condições ideais de segurança, conforto, durabilidade e rendimento, configurando-se como o mais avançado para a época

Durante o VI Salão do Automóvel, realizado em São Paulo no ano de 1968, a então encarroçadora Nicola causou alvoroço com o lançamento de sua carroçaria rodoviária, fato que mudaria toda a sua estrutura poucos anos depois. Denominada de Marcopolo, após um significativo processo de marketing, com uma estratégia que visava salientar o novo produto dentre o segmento do transporte de passageiros, a carroçaria recebeu muita atenção no estande da fabricante gaúcha.

O termo Marcopolo foi escolhido após algumas sugestões de nomes, com o auxílio de uma agência de publicidade numa jogada de marketing que envolveu muitas ações. Ele ficou marcado pela escolha que remete ao desbravador e viajante veneziano Marco Polo, responsável, na idade média, por ampliar as fronteiras do mundo.

Nesta peça publicitária, a Carrocerias Nicola enfatiza todos os atributos da nova carroçaria, a começar pelo desígnio externo, os detalhes do acabamento, como faróis, lanternas, maior área envidraçada, a posição da caixa do itinerário, inédita, e o uso de fibra de vidro em partes da traseira e da frente.

Internamente, destaque para novas poltronas, mais confortáveis, colocadas sobre trilhos, sistemas de luzes e materiais de revestimento que proporcionavam um ambiente mais agradável. O referido modelo também estava presente nos estandes da Mercedes-Benz, que apresentou a plataforma O-326 sob ele, e da Magirus-Deutz, com uma versão leito.  

Para a Nicola, seu novo ônibus oferecia aos empresários e passageiros as condições ideais de segurança, conforto, durabilidade e rendimento, configurando-se como o mais avançado para a época.

E, o nome Marcopolo se transformaria, no começo da década de 1970, na nova designação da encarroçadora de Caxias do Sul, RS, em substituição à Nicola, abrindo o caminho para o que conhecemos hoje, sob a insígnia de uma das mais importantes fabricantes de ônibus do mundo.

Imagem – Reprodução revista Transporte Moderno

A melhor maneira de viajar de ônibus rodoviário com segurança e conforto

Ônibus movido a biometano, por Juliana Sá, Relações Corporativas e Sustentabilidade na Scania

Posts Recentes

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.