No túnel do tempo

Uma viagem no tempo das comunicações

Numa era considerada ultrapassada nos modelos de comunicações, pois ainda não existia internet, fator que hoje tanto nos gabamos por poder expressar, rapidamente, nossas solicitações, maneiras de vida e sentimentos, poder voltar no tempo e constatar como era a nossa capacidade de interagirmos é uma oportunidade para uma geração, que nasceu junto com a rapidez da informação, poder saber um pouquinho do nosso passado.

Antes do e-mail ou das inúmeras plataformas de relacionamentos, cartas eram hábitos comuns no contato entre pessoas, seja ele pessoal ou profissional. O telefone fixo era um outro elemento comunicador, mas não tinha o mesmo encanto (os valores das ligações também eram caros) para a pessoa receber uma carta ou uma correspondência comercial. Havia uma expectativa sobre as informações solicitadas e o anseio de ter notícias, boas ou ruins, em meio às distâncias que separavam os interlocutores.

No tocante as relações comerciais, o bom e velho cartão de visita era o passaporte para nos apresentarmos, de maneira simples e indicativa, mas que encantava no trato profissional, afinal, ser possuidor de tal instrumento de exposição pessoal conferia certo status particular.

Mas, tudo isso passou. Cartas e cartões de visitas são considerados velharias em meio ao WhatsApp ou outro recurso eletrônico que promove rapidez e encanto.

Este espaço faz uma pequena homenagem aos antigos meios de comunicação mostrando, por meio de duas imagens, o formato de comunicação empresarial lá da década de 1960, com uma carta enviada à empresa curitibana de ônibus Dovaltur, pela extinta fabricante de ônibus Grassi Indústria e Comercio, fazendo simples menção de agradecimento quanto a visita de seu representante ao cliente; e um cartão de visita de Dorival Piccoli, representante da extinta encarroçadora gaúcha Eliziário, fato do decênio de 1960.

Outros tempos em que a pressa não era tão fundamental em nossas vidas e a suavidade no ritmo da evolução era ponto comum na convivência humana.

Imagens – Acervo Dorival Piccoli

A melhor maneira de viajar de ônibus rodoviário com segurança e conforto

Ônibus movido a biometano, por Juliana Sá, Relações Corporativas e Sustentabilidade na Scania

Posts Recentes

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.