Hidrogênio como combustível

Os testes da tecnologia de combustão interna de hidrogênio (ICE) começaram em julho de 2021 e os resultados iniciais se mostraram impressionantes

Esqueça as células a combustível que utilizam o hidrogênio para gerar eletricidade. Agora, esse elemento muito abundante em nosso planeta, poderá ser o combustível para movimentar um propulsor do tipo de combustão interna, aquele que mais conhecemos no setor de transporte.

E, é o que a fabricante mundial de propulsores Cummins Inc. está fazendo para que ele seja comercialmente viável. Sua estreia foi durante a Advanced Clean Transportation (ACT Expo), em Long Beach, Califórnia, evento norte-americano sobre transportes. Trata-se do motor X15H (15 litros), que integra a nova plataforma independente de combustível da marca. Segundo a fabricante, sob a junta do cabeçote de cada motor tem componentes muito semelhantes e acima da junta do mesmo, cada um tem componentes diferentes para diversos tipos de combustível. Esta versão, com produção total prevista para 2027, combina combustível de hidrogênio limpo com zero carbono, visando reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE).

Srikanth Padmanabhan, presidente de Negócios de Motores da Cummins Inc., disse que a empresa estabeleceu metas significativas como parte de sua estratégia de sustentabilidade PLANET 2050, incluindo uma meta de zero emissões. “Reduzir as emissões de carbono do poço à roda requer inovação de fontes de energia e soluções de energia. Embora os casos de uso de motores elétricos de bateria e célula de combustível sejam promissores, o emparelhamento de hidrogênio verde na tecnologia comprovada de motores de combustão interna fornece um importante complemento para futuras soluções de emissões zero”, observou o executivo.

Segundo a Cummins, o início dos testes da tecnologia de combustão interna de hidrogênio (ICE) foi em julho de 2021 e os resultados iniciais se mostraram impressionantes, já atingindo as metas de potência e torque de produção (290 HP do motor para serviço médio). A marca ainda informou que testes adicionais nos protótipos mais avançados dela começarão em breve.

Tal propulsor poderá ser utilizado em ônibus e, conforme sua estratégia comercial, a Cummins destacou que a indústria precisa de várias soluções para atender às necessidades de todos os clientes dentro e fora de estrada, considerando a variação nos ciclos de trabalho e ambientes operacionais, e o X15H será uma solução abastecida com zero carbono para vários mercados. Ela pretende produzir motores de combustão interna de hidrogênio entre 6,7 litros e 15 litros, acreditando que essas soluções permitam que a indústria tome medidas e reduza as emissões de GEE ainda nesta década, acelerando a redução de carbono.

Imagem – Divulgação

A melhor maneira de viajar de ônibus rodoviário com segurança e conforto

Ônibus movido a biometano, por Juliana Sá, Relações Corporativas e Sustentabilidade na Scania

Posts Recentes

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.